terça-feira, 9 de junho de 2009

Review do livro “As leis da Simplicidade”, de John Maeda

 
 

Enviado para você por Penha através do Google Reader:

 
 

via Revolução Etc de Henrique Costa Pereira em 14/05/09

As leis da Simplicidade, de John Maeda O maior medo que eu tive desse livro ao tê-lo em mãos, era que ele fosse de auto-ajuda. Na idade em que estou eu não me perdoaria por ler um livro a lá "Augusto Cury" ou "O Segredo", (tenha dó) ainda mais ser pego de surpresa. O livro "As Leis da Simplicidade - Vida, Negócios, Tecnologia, Design" (ISBN: 8599560093, Editora Novo Conceito, 2007) tem cara, capa e título de auto ajuda. Seria fácil errar. Alguém que já leu teve essa sensação? Anyway, fiquei muito feliz de concluir que eu estava completamente errado.

O autor John Maeda já esteve no TED e é professor de design no MIT e indiscutivelmente sabe do que está falando. Além de professor, é designer gráfico, artista visual e cientista da computação, e já teve suas obras expostas em museus de Tóquio, Londres, Paris, New York e San Francisco.

Todo o livro trata de princípios que todo designer nascido pós Bauhaus deveria saber. Para quem tem dificuldade de fazer ponte do design com a engenharia, construção de produtos ou até mesmo com a arte, é um belo ponto de partida para aspectos fundamentais do design que você não vai aprender lendo sobre Photoshop.

A maior crítica que eu tenho aos designers de interface web (tantos os Flash adopters quanto o pessoal do web standards) é que a única coisa que buscam é criar interfaces lindas e maravilhosas, mas que funcionam mal, que comunicam mal e que são difíceis de usar e que são tecnicamente mal planejadas e mal executadas. A única coisa que profissionais que "agem" assim já leram e estudaram até hoje foram livros e tutoriais de Photoshop. Estes são os mesmos que tem dificuldade de entender que arquitetura da informação é uma disciplina de design.

A sacada deste livro é que ele pega variáveis como redução (menos é mais), organização (um sistema de muitos atributos pode parecer de poucos), economia de tempo, aprendizado, simplicidade e complexidade, contexto, emoção, confiança e fracasso e as analisa uma a uma de forma "simples". Só se você não for fluente em português ou inglês para Não conseguir conectar os pontos.

Se você estuda arquitetura da informação, design para web, interatividade, Flash, interfaces de e-lerning, design de produto, engenharia civil, ciências da computação ou se é apenas um curioso, deve ler este livro.

Similar Posts:

 
 

Coisas que você pode fazer a partir daqui:

 
 
TwitThis
Share |

0 comentários:

;

Pesquisa na WEB

Carregando...

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também