terça-feira, 4 de novembro de 2008

Sacola redutora a vácuo: “zipando” os objetos volumosos do guarda-roupa, ago...



 
 

Enviado para você por Penha através do Google Reader:

 
 

via Efetividade.net de augusto em 04/11/08

Que tal compactar os edredons, travesseiros, toalhas e outros itens volumosos excedentes do seu guarda-roupa, incluindo aquelas roupas de inverno que você só vai usar daqui a um ano?

Sou favorável a um estilo de vida um pouco mais frugal, com menos supérfluos deste tipo em casa, mas mesmo assim (ao menos nas regiões do Brasil em que há inverno) é difícil não passar pela situação de ter cobertores e casacos sobrando durante 6 meses do ano, ocupando um espaço enorme no guarda-roupa. Mas você já se deu conta que muito do espaço ocupado por estes objetos é puro ar e fibras esticadas para ficarem macias?

E é justamente nisso que se baseia o princípio de funcionamento da Sacola Redutora de Volume, ou "Space Bag" pros gringos: você a enche até o limite com casacos, travesseiros, roupas de cama e de banho e outros itens espaçosos, veda com um fecho no estilo "zip lock", e depois usa um aspirador de pó comum (e a válvula embutida na sacola) para remover o ar do seu interior, efetivamente comprimindo os itens armazenados lá dentro.


Um edredom de casal, mais um travesseiro: redução de 53% na altura.

A foto acima mostra meu teste, com a fatura do Net Virtua servindo como escala. À esquerda, a sacola está completamente cheia com o edredom de casal e um travesseiro grande forçados para dentro dela. Note que a altura do conjunto é 30% maior do que a fatura usada como escala.

E a imagem da direita, após o término do esvaziamento com o aspirador de pó aqui de casa, mostra como ficou: 30% menor que a fatura, em uma redução de 53%. E o conjunto ficou rígido, muito bom para ser empilhado no maleiro do guarda-roupa até o inverno que vem.

Uma amiga que atua no ramo esportivo e viaja para o exterior com freqüência para passar alguns meses de cada vez usa a mesma técnica para levar sua bagagem (quase uma mini-mudança) de cada vez - vai tudo dentro de malas grandes, compactado com as sacolas redutoras a vácuo. Paga pelo excesso de carga do mesmo jeito (o peso pouco se altera), mas fica muito mais fácil transportar os volumes do e para o aeroporto.

O vídeo caseiro acima mostra o processo todo, e foi gravado entre as duas fotos exibidas mais ao alto. Antes de começar a gravar, eu apenas fechei o "zip lock" da sacola e abri a válvula, desatarrachando. Após o final do vídeo, eu simplesmente fechei a válvula, voltando a atarrachar.

Se você for manter os tecidos dentro da sacola por muito tempo, é recomendável descomprimir a cada 6 meses e fazer com que eles voltem à forma original, voltando a comprimir em seguida, para preservar as fibras.

E é possível comprar estas sacolas no Brasil, embora não seja nada barato - são importadas, e os impostos… você sabe. A Oz, uma loja virtual dedicada à organização, vende. Este do meu vídeo é tamanho G, e eu comprei por cerca de R$ 60, aqui: Redutor de Volume. Com um pouco mais de risco, você encontra similares possivelmente bem mais baratos no eBay.

Outro dia talvez eu analise por aqui outros produtos que comprei na Oz. Sugestões de links para outros artigos similares são bem-vindas nos comentários!


 
 

Coisas que você pode fazer a partir daqui:

 
 
TwitThis
Share |

0 comentários:

;

Pesquisa na WEB

Carregando...

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também