sábado, 22 de agosto de 2009

Dez dicas para não tornar o almoço de negócios indigesto

 
 

Enviado para você por Penha através do Google Reader:

 
 

via Papo de Empreendedor de Ana Cristina Chaer Dib Netto em 19/08/09

Seja para fechar acordos ou estreitar laços, o almoço de negócios é prática comum entre empreendedores, embora nem todos saibam como se portar durante a ocasião.  Abusar do consumo de álcool, deixar o convidado pagar a conta, falar sem descanso e escolher restaurantes de comidas exóticas são apenas algumas das gafes que podem colocar tudo a perder. Por isso, se você acha que etiqueta empresarial é sinônimo de frescura, é melhor rever seus conceitos. Com bom senso e atitudes simples é possível causar boa impressão. Abaixo estão dez dicas para que você se saia bem e tire de letra o encontro.

1) O convite
O ideal é propor o almoço com, no mínimo, três dias de antecedência. Quando o convite é feito em cima da hora, as chances de não ser aceito aumentam.  Ao invés de convidar por e-mail ou por terceiros, telefone. É mais simpático. Ao ligar, diga qual será o motivo do encontro. Pergunte também se o convidado tem preferência por algum tipo de culinária ou alguma restrição alimentar.

2) O restaurante
Fuja de restaurantes exóticos ou que não conhece. Prefira um ambiente tranquilo e que não seja barulhento. A localização também é importante e deve ser de fácil acesso.

3) Chegue no horário
Saia com antecedência do escritório. Leve algo para ler, caso tenha que esperar pelo convidado. Se isso acontecer, não demonstre imapaciência. Lembre-se que seu papel é deixar o convidado confortável.

4) Mulheres
Elas devem tomar cuidado redobrado.  Ao cumprimentar o outro, beijo e abraço estão vetados. O aconselhável é dar um aperto de mão. O visual deve ser sóbrio. Nada de decotes generosos, saias muito curtas e maquiagem carregada.

5) Celular
Se você é do tipo que mantém o telefone 24 horas ligado, faça um esforço e desligue-o. Não há nada mais desagradável do que falar no celular enquanto o convidado olha com cara de paisagem. Se está esperando uma ligação importante, avise antes para a outra pessoa. Deixe o aparelho no vibracall e  jamais coloque-o em cima da mesa.

6) Boas maneiras
Se não sabe enrolar spaghetti com a colher, não importa o quanto seja fã da massa, peça outro prato. Assim não correrá o risco de passar por constrangimentos como, por exemplo, derramar molho na roupa ou ter que cortar a pasta com o garfo ou dentes. Fique atento às boas maneiras. Não fale de boca de cheia.  A ordem de uso dos talheres é de fora para dentro e o guardanapo deve ficar no colo. Se houver algo errado com os pratos, reclame discretamente para o maitre. Ao reconhecer um amigo, não vá até a mesa dele para conversar. Faça um aceno ou aproxime-se quando estiver de saída.

7) Bebidas
Evite álcool. Geralmente, ele deixa as pessoas mais desinibidas e o risco de falar bobagem aumenta. Entretanto, se o convidado quiser, por exemplo, beber um vinho, fica feio não acompanhá-lo. Nesse caso, tome até duas taças, intercaladas com a ingestão de água.

8) Negócios
Não fale  de negócios enquanto almoçam. O ideal é tratar sobre o assunto na hora de pedir a sobremesa ou o cafezinho. Durante o almoço, o papo deve ser leve. Alterne a conversa e permita que o acompanhante fale. Pergunte o que ele está lendo ou o que gosta de fazer. Não faça perguntas sobre a vida pessoal.

9) Conta
Quem convidou paga a conta . A regra serve também para as mulheres. Caso o acompanhante peça para dividr, recuse educadamente. É deselegante fazer comentários a respeito do valor cobrado.

10) Duração
Para não cansar o convidado, o encontro não deve ultrapassar duas horas. O anfitrião indica o término.

E você leitor, acha bobagem se preocupar com etiqueta empresarial? Já passou por alguma saia justa durante um almoço de negócios? Dê a sua opinião!


 
 

Coisas que você pode fazer a partir daqui:

 
 
TwitThis
Share |

0 comentários:

;

Pesquisa na WEB

Carregando...

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também