segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Hitachi cria mídia que pode durar milhões de anos

Hitachi cria mídia que pode durar milhões de anos:
dori_qua_01.10.12
Sabe quando você precisa de algo que está guardado em um CD que foi gravado lá no início deste século e fica revoltado ao perceber que o seu computador não reconhece mais a mídia? Pois é, os gravadores de CD/DVD foram responsáveis por quebrar o galho de muita gente, mas a duração daqueles discos está longe do ideal e não são raros os casos de pessoas que perderam backups inteiros por causa disso.
Essas experiências traumáticas fizeram com que  muitas pessoas continuassem procurando um dispositivo de armazenamento definitivo, algo que talvez nunca seja criado, mas a Hitachi parece ser a empresa que mais se aproximou desse objetivo ao desenvolver uma técnica que pode durar centenas de milhões de anos.
A tecnologia utiliza um laser de alta precisão para gravar dados binários em um pedaço de vidro de quartzo e que depois poderia ser lido e decodificado por um microscópio ligado a um computador. De acordo com a fabricante japonesa, o cartão, se é que podemos chamar assim, seria tão resistente que pôde ser lido mesmo após testes onde foram submetidos durante duas horas a uma temperatura de 1000°C.
O volume de dados criados todos os dias está explodindo, mas em se tratando de guardar essas informações para as próximas gerações, não evoluímos desde a época em que as escrevíamos em pedras,” declarou Kazuyoshi Torii, um dos pesquisadores da Hitachi.
Contudo, o grande problema da invenção seria a capacidade de armazenamento, já que apenas 40MB poderiam ser armazenados por cada polegada, tornando a solução inviável para todos aqueles que querem deixar guardada para as futuras gerações toda a sua coleção de material educativo.
Interessante, mas acho que ainda prefiro fazer meus backups na nuvem.
[via ZDNet]




TwitThis
Share |

0 comentários:

;

Pesquisa na WEB

Carregando...

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também